Notícias
8 de novembro de 2019 Rangel

Sul-Americana

Final da Sul-Americana: a América do Sul terá um campeão inédito!

Depois de se desenrolar durante toda a temporada, a segunda mais importante competição de nosso continente, a Sul-Americana, se encerrará neste sábado, 09 de Novembro. O caminho para a grande final chegou a ser desenhado com as possibilidades de uma final brasileira, mas a mesma não se confirmou. Independiente del Valle e Colón foram as equipes que fizeram por merecer para estar nesta grande decisão. Sim, teremos um campeão inédito no continente, portanto.

Sabe quem as casas de apostas apontam como favorito? Confira aqui para quem o favoritismo nesta final inédita que contemplará um campeão pela primeira vez em nosso continente.

Independiente del Valle e Colón não estavam no hall dos favoritos

Com equipes de camisas muito pesadas e com tradições no continente, não se esperava que o Independiente del Valle e o Colón chegassem a final da Sul-Americana. Mas sem dúvidas, ambos chegaram a esta grande decisão com méritos: sendo ousados e mostrando sangue frio nos momentos de decisão para seguir adiante. Desta forma, apesar do favoritismo dado ao Colón, a tendência é que o duelo seja extremamente equilibrado.

Como foi a trajetória do Independiente del Valle até a grande decisão?

A vida para chegar a grande decisão por parte do Independiente del Valle foi tudo, menos fácil. A equipe precisou se superar em algumas ocasiões e mostrar uma força que parecia não ter em outras para ir seguindo adiante. Logo na primeira fase, por exemplo, o Independiente del Valle precisou das penalidades máximas para eliminar o Unión. A equipe contou com a sua dominância na altitude de Quito como diferencial para dar o troco no adversário, levando o duelo as penalidades máximas após derrota na partida de ida por 2×0.

Uma de suas atuações mais surpreendentes foi logo na segunda fase. O favoritismo no confronto estava sob a Universidad de Chile, mas com uma acachapante goleada aplicada na altitude de Quito por 5×0, o Independiente del Valle encaminhou a sua classificação na ocasião. O seu duelo mais tranquilo foi nas oitavas de finais, quando passou pelo Caracas sem maiores contestações.

Das quartas de finais em diante, só pedreiras. Nas quartas, por exemplo, a equipe conseguiu eliminar o maior campeão de nosso continente – o Independiente. A equipe conseguiu avançar de fase nos critérios de desempate pelos gols marcados fora de casa no primeiro embate do confronto. Com uma grande atuação no Brasil, a equipe eliminou o Corinthians, fazendo por merecer a chegada a grande final da competição.

O Colón também mostrou força e superação na Sul-Americana

O caminho para o Colón na Sul-Americana não foi menos difícil – por mais que alguns acreditem. OK, na primeira fase, a equipe ultrapassou o Deportivo Municipal com autoridade – vencendo o confronto no agregado por 5×0. Na segunda fase, diante do River Plate do Uruguai, o Colón também não sofreu. A equipe fizera uma boa partida no confronto de ida, decidindo com autoridade em seu lar.

Mas a sua força como mandante não se fez presente no embate seguinte – talvez um dos mais complicados para o Colón na competição. A derrota em casa para o Argentinos Juniors pelo placar mínimo obrigou o Colón a dar o troco no rival como visitante. parecia muito difícil, mas o Colón conseguiu. A classificação as quartas de finais foi conquistada nas penalidades máximas.

Nas quartas de finais, o Colón teve o segundo time venezuelano pela frente – o Zulia. Por isso, muitos consideram a sua campanha com trajetória mais facilitada em relação ao adversário a se enfrentar nesta decisão. De fato, diante do Zulia, fazendo valer o mando de campo, o Colón conseguiu fazer o duelo fácil, goleando por 4×0 na partida de volta, seguindo adiante.

O Seu maior sofrimento foi nas semifinais. Foi a segunda vez em que o Colón conseguiu avançar nas penalidades, mas desta vez, a equipe não era vista como favorita no confronto – diante do Atlético Mineiro. Mas a determinação para conseguir a virada em seu lar, deu a tônica para a decisão. O Colón soube se superar, soube sofrer e fez por merecer estar nesta grande final, também.

O Independiente del Valle busca o seu primeiro título de relevância na história

Apesar de ser um clube fundado no meio do século passado, foi somente nos últimos dez anos que o Independiente del Valle começou a se mostrar presente. A equipe ainda não conquistou nenhuma vez o seu campeonato nacional – seus títulos são de divisões inferiores -, mas tornou-se presença frequente nas competições do continente. Em 2016, em uma campanha histórica, conseguiu chegar a grande decisão da Libertadores e por pouco não conseguiu surpreender o Atlético Nacional, que ficou com o título na ocasião.

Estando na zona de classificação ao mata-mata em seu campeonato nacional, confiante por ter derrubado favoritos em sua campanha na Sul-Americana, Independiente del Valle buscará seguir se superando para tentar conquistar o primeiro título de relevância em sua história. Mas será que o fato de nunca ter conseguido atingir o algo a mais por uma conquista pode vir a ser um peso para si em campo?

Veja aqui como o Independiente del Valle está no Campeonato Equatoriano em 2019.

O favoritismo pode ser um peso para o Colón em busca de sua primeira conquista

O Colón é um clube ainda mais antigo que o rival a se enfrentar – é do início do século passado. Mas assim como o mesmo, também ainda não conseguiu ter a honra de conquistar um título de importância em sua história. As suas conquistas, até o momento, foram nas divisões inferiores em seu país. A equipe já fizera algumas campanhas de destaque, alcançando o vice-campeonato em seu país, além de ter dado algum trabalho no continente. Mas sem dúvidas, o seu ápice foi atingido com esta final de Sul-Americana.

De fato, o Colón até tem mais bagagem internacional e está habituado a confrontos mais fortes por conta de sua liga ser mais qualificada. Mas a sua campanha na competição enfrentou menos adversidades em confrontos do que o rival precisou superar. Mesmo assim, o Colón é visto por muitos – inclusive pelas casas de apostas – como favorito para o duelo. Será que o peso do favoritismo, sem ter nenhuma conquista relevante em sua história, será difícil para o Colón carregar?

Veja aqui como o Colón tem estado na Superliga argentina nesta temporada.

Teremos um campeão inédito na Sul-Americana, queira ou não

Realmente, não sei se teremos a mais bonita das partidas. Talvez, pelo fato de nenhuma das equipes terem conquistado troféus em suas histórias, faça com que o duelo se desenrole de maneira mais presa. O medo de perder pode tirar a vontade de vencer, a princípio.

O Colón até me parece ter mais forças técnicas. O Independiente del Valle, longe da altitude, pode sofrer um pouco mais. Mas seja como for, acredito que as duas equipes irão se propôr irem ao seus máximos, fazendo uma partida bastante brigada. Teremos um campeão inédito nesta tarde de sábado!