Notícias
Copa América 2019 – Análise do Grupo A 10 de junho de 2019 Rangel

Copa America

Copa América 2019 – Análise do Grupo A

A Copa América 2019 será a última edição da mesma realizada em anos ímpares. A partir do ano que vem, a mesma será somente em anos pares, acontecendo de quatro em quatro anos – intercalada com a Eurocopa. A edição da Copa América de 2019 voltará a ser realizada no Brasil após três décadas, aproveitando-se da ótima estrutura montada para abrigar a Copa do Mundo de 2014. Assim como tem acontecido nos últimos anos, a Copa América 2019 será composta por três grupos de quatro Seleções, sendo dez equipes do continente Sul-Americano e duas Seleções convidadas. Abaixo, dando prosseguimento ao nosso guia da Copa América 2019, iniciaremos as análises dos grupos, sendo o primeiro a ser analisado, o Grupo A.

Bolívia, a grande zebra. Odd para vencer o Grupo A: 26.00

A Bolívia poderia comemorar, a meu ver, o grupo em que caiu para disputar a Copa América 2019. Sim, a mesma é considerada a grande zebra do grupo pelas casas de apostas, mas será que é mesmo? de fato, as grandes participações da Bolívia em Copas Américas aconteceram quando as mesmas tiveram participações da altitude – foi campeã em casa na década de 60 e foi vice-campeã em duas ocasiões na década de 90, sendo uma delas jogando em casa e a outra jogando no Equador. nas últimas Eliminatórias para a Copa do Mundo, se não tivesse perdido pontos por uma escalação irregular, a Bolívia poderia ter incomodado mais.

Será que a Bolívia pode vencer o Grupo A?

Me parece ser algo muito, mas muito improvável mesmo. Não pela oposição geral, diga-se, mas principalmente por estar no grupo dos donos da casa, o Brasil – grande favorito a conquista do título da Copa América. Mas assim, se imagina-se ser difícil a Seleção da Bolívia conseguir o simbólico título do grupo, vejo chances bem mais reais da equipe conseguir a classificação a próxima fase, viu? O único adversário que parece ser inalcançável para si na primeira fase é o Brasil. Nos demais dois jogos, a Bolívia não abaixa a cabeça para nenhum de seus concorrentes, apesar de ainda ser considerada zebra nos duelos contra Peru e Venezuela.

Brasil, o grande favorito.  Odd para vencer o Grupo A: 1.16

Apesar de ser o maior vencedor de Copas do Mundo do futebol Mundial, o Brasil aparece apenas na terceira colocação de títulos na Copa América. O Maior vencedor, Uruguai, tem quase o dobro de suas conquistas, por exemplo.  Mesmo tendo sido o terceiro país a conseguir a conquista nesta competição, o Brasil passou grandes ciclos sem títulos da Copa América durou incríveis 40 anos, com o Brasil tendo vencido todos os seus títulos mundiais neste período. Louco, né?  Já existe um pequeno jejum sem títulos da Copa América para o Brasil – a Seleção Brasileira não vence a competição desde 2007. Se serve como estímulo, o Brasil venceu todas as edições de Copa América realizadas em seu país, como nesta edição.

O Brasil vai cumprir o favoritismo no Grupo A?

A Seleção do Brasil será a anfitriã da Copa América 2019. Se analisarmos a história, sem dúvidas, isso poderá ser um diferencial para si. Afinal, todas as vezes em que o Brasil jogou diante a sua torcida veio a conquistar o troféu – encerrando um ciclo de quarenta anos em conquista da Copa América, uma vez.  Nesta edição, o Brasil parece vir com a faca nos dentes para vencer. Porém, o Brasil perdeu o seu grande craque, Neymar, dias antes da competição devido a lesão. Mas com um jogo muito sólido taticamente, jogando de forma mais coletiva, mas sem perder o brilho individual em seu elenco, se não vier a sentir o peso da obrigatoriedade do favoritismo, sim, o Brasil tem tudo para terminar este grupo na liderança do mesmo.

O Peru pode incomodar. Odd para vencer o Grupo A: 7.00

O Peru já realizou a edição da Copa América em seu país em seis ocasiões.  Como de costume no continente, as suas grandes participações na maior competição de Seleções do continente sul-americano aconteceram nas edições em que o Peru pode atuar diante o seu povo – a Seleção do Peru conquistou duas vezes a Copa América, sendo a última delas na longínqua década de 70. Nos últimos anos, a Seleção do Peru voltou a realizar boas campanhas em seu continente, chegando inclusive a voltar a ter confiança para disputar uma vaga para a Copa do Mundo – caso ocorrido nas Eliminatórias passadas.

O Peru pode sonhar com a liderança do Grupo A?

Olha, ao jogar em um grupo que tem o anfitrião Brasil, sem dúvidas , o sonho de tentar encerrar a fase de grupos na liderança do mesmo me parece ser algo mais improvável. Mas assim, a Seleção do Peru ganhou confiança no último ciclo e se tiver um dia inspirado contra o favorito Brasil, e fizer a parte imaginada para si nos demais jogos, porque não acreditar? Mas é claro, fazer o suficiente para conseguir atravessar a fase de grupos, como tem ocorrido em suas últimas aparições de Copa América, tem que ser o foco da Seleção do Peru. Jogar com os holofotes sobre si – sendo considerado a segunda força do grupo – não é tarefa tão simples para quem não está tão acostumado.

A Venezuela sonha em surpreender. Odd para vencer o Grupo A: 15.00

A Venezuela, ao contrário da maioria das outras Seleções do seu continente, conseguiu organizar apenas uma edição da Copa América. na ocasião, o fator casa também não conseguiu fazer com que o país desse o esperado salto em competitividade. Curiosamente, a sua melhor participação na Copa América aconteceu na edição seguinte a que sediou, em 2011 – quando ficou com a expressiva quarta colocação da mesma. Mas esta evolução, que lhe permita um algo a mais – como uma participação na Copa do Mundo, por exemplo -, ainda não aconteceu. Será que desta vez a Venezuela poderá surpreender?

A Venezuela pode ficar com a liderança do Grupo?

Atualmente, já tem sido mais comum para a Venezuela conseguir avançar de fase na Copa América.  Mas assim como para os outros times deste Grupo A, também é difícil ver a Venezuela conseguir superar o Brasil, jogando diante a sua torcida. Mas lembra-se da melhor campanha da Venezuela em Copas Américas, e edição de 2011, citada acima? então, nesta ocasião, a Venezuela dividiu a liderança em seu grupo com a Seleção do Brasil, classificando-se em segundo lugar apenas por conta dos critérios de desempate.  Vindo de bons amistosos recentes,  sabendo que o Brasil não lidou tão bem com esta geração para quando jogou como mandante uma grande competição, se conseguir ser mais forte do que os intermediários de seu grupo, a Venezuela pode surpreender, sim!

 

Esta foi análise do ApostasOnline para o Grupo A. Concordam com o favoritismo do Brasil? Acredita que a segunda vaga do Grupo está mais aberta do que as cotações que as casas de apostas indicam? Cadastra-se em um dos sites de apostas esportivas online indicados pela gente, aproveite os bônus oferecidos pelos mesmos e faça seus palpites para a Copa América 2019!