Notícias
15 de junho de 2012 Leonardo Rangel

Cassino

MGM Resorts interessado no cassino National Harbor

Os desenvolvedores do National Harbor, o site de apostas proposto no rio Potomac, no Condado de Prince George, estão aparentemente em fase final de conclusão de um acordo com o gigante de Las Vegas, o MGM Resorts International, para operarem qualquer cassino que o Estado possa autorizar. O desenvolvedor do National Harbor, Milton Peterson, foi visto na State House recentemente, na companhia de Michael Evans, presidente da MGM Hospitality, vice-presidente executivo de desenvolvimento global. Peterson e Evans estavam a caminho de uma reunião com o presidente da Câmara, Michael E. Busch, de acordo com fontes familiarizadas com o negócio.

Altos executivos da MGM estavam voando para Maryland e um anúncio poderia vir mais cedo, disseram as fontes. Peterson e os executivos da MGM, incluindo possivelmente o presidente-executivo da empresa, Jim Murren, e o chefe da MGM hospitality, Gamal Aziz, devem se reunir em breve com o governador Martin O’Malley e o presidente do Senado, Thomas V. Mike Miller. Racquel Guillory, uma porta-voz de O’Malley, confirmou que o governador planeja se reunir com os executivos da MGM e Peterson em breve. Mas ela disse que não tinha comentários sobre as implicações de uma possível aliança entre a MGM e a National Harbor.

“Ele está ansioso para a reunião para ouvir o que eles têm a dizer – particularmente se há algum potencial de empregos”, disse Guillory. Uma fonte do escritório de Miller confirmou o encontro, mas disse que o líder do Senado não deve comentá-lo antes que ocorra. Jon Peterson, um diretor na Peterson Cos. and Milton’s son, não quis confirmar ou negar os relatos. “Nós ainda não temos um acordo ou carta de intenção, então não há mais nada que possamos dizer”, disse ele. Se o negócio for finalizado, as implicações para o futuro dos jogos de apostas em Maryland pode ser enorme – apesar de um cassino no Condado de Prince George ainda precisar de autorização do Estado. A MGM é a operadora do maior casino do mundo em termos de quota de mercado, com mais de R$ 19 bilhões em receitas, segundo a Reuters Factbook. Segundo a Reuters, a empresa listada na Bolsa de Nova Iorque controla cerca de 40 por cento do mercado em Las Vegas e outros 8 por cento do jogo em Macau, na China.