Notícias
Apostas esportivas, picks e cotações para o Brasil
28 de março de 2017 Leonardo Rangel

Apostas Tênis

Nick Kyrgios vs David Goffin

Masters 1000 de Miami – Piso sintético – melhor de 3 sets

Forma Nick Kyrgios:

O tenista australiano de 21 anos e número 16 do mundo é um dos mais talentosos jogadores da atualidade, um tenista com muita potência nos golpes, e com um dos melhores saques do circuito.

Ele vem no que talvez seja a melhor forma da sua carreira, jogando em alto nível contra grandes tenistas. Inclusive venceu Djokovic duas vezes seguidas em torneios seguidos. Esperava-se que fizesse um grande jogo contra Federer em Indian Wells, mas ele desistiu por conta de uma gripe.

Agora recuperado, vem atropelando novamente nesse torneio, tendo vencido já Dzumhur e Karlovic. Impressionante é que no jogo contra o croata cometeu apenas 4 erros não forçados.

Forma David Goffin:

O tenista belga de 12 anos e número 26 do mundo é um dos jogadores top da atualidade, e que tem crescido de produção a cada torneio. Ele é um jogador com muita técnica, com capacidade de trocação e potência, tanto no saque, quanto nos golpes.

Uma das suas maiores características é se adaptar bem à velocidade das bolas dos adversários, devolvendo e contra-atacando.

Nesse torneio ele foi muito bem no ano passado, tendo chegado até as semifinais. Defende pontos importantes, mas não tem jogado muito bem, tendo oscilado em todos os jogos.

Na estreia venceu Darian King num jogo onde saiu atrás, e na terceira rodada teve que recuperar um set contra Diego Schwartzman.

Nossa dica:

Esses dois tenistas só se enfrentaram uma vez até o momento, e Kyrgios venceu esse jogo. Hoje acho que vencerá novamente, pois está no melhor momento da sua carreira, vencendo grandes tenistas e jogando num nível altíssimo. Muito sólido em seus games de saque, parece praticamente inquebrável, e está atacando com muita convicção.

Se antes ele oscilava mentalmente e saia dos confrontos, agora parece centrado no que precisa vencer. Outro ponto que pesa a seu favor é que ele costuma crescer de produção nos grandes jogos, jogando melhor quanto mais difícil o adversário.

Goffin parece desconfortável com o calor esse ano, tem demorado a entrar nos confrontos, só que se é possível voltar contra King e Schwartzman, contra Kyrgios e sua solidez eu não acredito que vá conseguir.

Com Kyrgios bem hoje me arrisco a dizer que apenar Murray e Federer são capazes de batê-lo.