Notícias
Apostas esportivas, picks e cotações para o Brasil
24 de março de 2017 Leonardo Rangel

Copa do Mundo

Kosovo vs Islandia

Forma Kosovo

Ah, não é que se imaginava que Kosovo já poderia brigar pela classificação em sua primeira participação em Eliminatórias, mas inegavelmente, no mínimo, esperava-se rendimentos mais dignos em campo – somou apenas um ponto em quatro jogos, tendo algumas pesadas derrotas a lidar.

Nos últimos três embates, por exemplo, Kosovo sofreu incríveis onze gols e não marcou nenhum. Na única vez que atuou em casa por esta competição, foi humilhado pela Croácia por 6×0. Sabendo que precisa jogar de forma linear, não baixando a guarda quando as dificuldades aparecerem – pois elas estarão presente, uma hora ou outra -, esperando sentir menos o peso do jogo em seu lar, Kosovo espera estar mais confiante e dedicado para fazer uma atuação mais digna nesta tarde.

O técnico Albert Bunjaki terá a base que tem utilizado nestas Eliminatórias a disposição.

Forma Islândia

Para não perder contato com os primeiros colocados, não deixando passar tudo que construiu no último ano em sua inacreditável campanha na Eurocopa. Com uma campanha ainda sem o brilho que se esperava, a Islândia está na terceira colocação de seu grupo, três pontos atrás do líder atual.

Tendo pela frente um time novato, que tem demonstrado muito pouco rendimento coletivo – apesar de ter boas peças a seu dispor -, com o mesmo não podendo atuar em um território chamado de seu por questões políticas, a Islândia espera reviver seus melhores momentos, adaptando-se ao que o duelo sugere, mas fazendo a sua linha de frente ter um rendimento mais afiado, para conseguir um resultado que lhe coloque mais a fundo na briga para chegar ao Mundial.

O técnico Heimir Hallgrimson tem sua melhor base a disposição para este duelo.

Nossa Dica

Imagino até que Kosovo consiga estar um pouco mais empolgado ao enfrentar alguém que, em teoria, deveria ter rendimentos mais próximos do seu, mas como a diferença em quase todos os aspectos ainda é tamanha, se a Islândia conseguir impor sua competitividade, aproveitando-se das brechas coletivas do rival, creio que, mesmo sem ter a sua maciça e apaixonante torcida a lhe apoiar, a Islândia merecerá o favoritismo aqui.