Notícias
Apostas esportivas, picks e cotações para o Brasil
25 de março de 2017 Leonardo Rangel

Copa do Mundo

Irlanda del Norte vs Noruega

Forma Irlanda do Norte

Para se confirmar como a segunda força do grupo, passando a enxergar a possibilidade de chegar a mais um Mundial. Apesar da campanha não ser das mais impressionantes – duas vitórias em quatro jogos -, as atuações da Irlanda do Norte, por irem acima do que sua parte técnica costuma proporcionar, é que estão a fazer com que as empolgações existam – conseguiu duas goleadas por 4×0, foi bastante capaz nos jogos contra os que eram vistos como mais fortes que si.

Tendo a máxima confiança de que em seu lar as suas atuações poderão ser novamente em escala acima do que sua técnica costuma impor, enxergando o rival com muito mais dúvidas do que si, confiando em sua forma de jogar – capricho nas duas extremidades, máxima dedicação durante os noventa minutos -, a Irlanda do Norte espera mais uma atuação certeira, afirmando-se como quem lutará para estar na Copa do Mundo.

O técnico Michael O’Neill não contará com Josh Magennis, Corry Evans e Aaron Hughes, lesionados.

Forma Noruega

A pífia campanha da Noruega nestas Eliminatórias até então – três derrotas em quatro jogos disputados – não deixaram dúvidas na federação do país: a troca na comissão técnica tinha que acontecer e a aposta como substituto foi das mais positivas, em teoria, trazendo Lars Lagerback – ex-técnico da surpreendente Islândia – para comandar a seleção.

Primeiramente, espera-se que a simples mudança de ambiente com a troca na comissão técnica, aliado a presença de um treinador que traz confiança e curiosidade aos envolvidos consigo, faça com que a Noruega consiga mostrar evoluções naturalmente, a princípio. A equipe tem demonstrado dificuldades nas duas extremidades, sendo mais acessível nos embates longe de seu lar, mas com a mudança citada, espera ter mais resistência, ao menos, para ser mais competitivo.

O técnico Lars Lagerback não contará com Haitam Aleesami, suspenso, e Vegard Forren, lesionado.

Nossa Dica

Então.. A mudança na comissão técnica da Noruega, trazendo um dos treinadores do último ano, faz com que a Noruega, neste primeiro momento, ao menos, mude de patamar em relação ao que estava a apresentar em termos de confiança, podendo atuar em um nível muito mais aceitável aqui. Porém, a Irlanda tem sido bastante capaz e diante seus torcedores tem protagonizado algumas atuações históricas. Se mantiver o ritmo dos embates caseiros, igualando a nova dedicação do rival, creio que a Irlanda conseguirá ter capacidade, ao menos, para somar algum ponto.