Notícias
Apostas esportivas, picks e cotações para o Brasil
27 de março de 2017 Leonardo Rangel

Copa do Mundo

Irán vs China

Forma Irã

Olha, pode ser longe de ser o futebol mais vistoso de se assistir, mas reconhecendo seus limites, repetindo o que vem dando certo, o Irã tem conseguido realizar uma campanha sem erros neste Hexagonal, estando cada vez mais perto de conseguir retornar ao Mundial – está a cinco pontos de vantagem para a primeira seleção fora da zona de classificação para a Copa.

Comandados pelo experiente técnico Carlos Queiroz, seu grande diferencial, como foi dito, é reconhecer até onde pode ir, empenhando-se ao máximo para fazer deste limite algo dos mais competitivos. Vem dando muito certo. Apesar da média inferior a um gol marcado por jogo, o Irã, por outro lado, ainda não foi vazado nas cinco partidas disputadas neste Hexagonal. Com a confiança ao máximo e dominância como mandante, o Irã espera sair de campo ainda mais próximo da Copa.

O técnico Carlos Queiroz terá a mesma base dos últimos jogos a disposição.

Forma China

Uma fundamental e bastante inesperada vitória sobre a forte Coreia do Sul como mandante pelo placar mínimo, apesar de ainda ter lhe mantido na penúltima colocação na zona de classificação, fizera com que se tivesse o mínimo de esperança para seguir a acreditar ser possível lutar para chegar a Copa do Mundo.

O fato de ter combinado consistência e eficiência em seu jogo no último duelo, de ter voltado a fazer com que a sua parte ofensiva tivesse o mínimo de acerto em campo, sem dúvidas, impulsionou a confiança interna, mas certamente ainda será preciso fazer muito mais para se manter vivo e desafiar como visitante a principal equipe das Eliminatórias, parece a oportunidade ideal. Acreditando no trabalho do experiente técnico Marcello Lippi, com fome de mostrar novas melhorias, a China espera se manter vivo e sonhar.

O técnico Marcello Lippi deverá repetir a base que fez história na vitória sobre a Coreia.

Nossa Dica

Difícil decidir uma aposta aqui, viu? O Irã é a melhor seleção desta fase, mas está longe de ter um potencial de dominação. A China, sob o comando de seu novo treinador, mostrou-se capaz na última rodada, mas estará disposta a novamente se abrir, mesmo como visitante? Pelo sistema defensivo quase impenetrável, por poder jogar no erro do adversário, o Irã merece o favoritismo aqui, mas é um jogo para evitar se apostar, em meu entendimento.