Notícias
Apostas esportivas, picks e cotações para o Brasil
25 de março de 2017 Leonardo Rangel

Copa do Mundo

Chipre vs Estonia

Forma Chipre

É tudo ou nada! Se quiser fazer com que estas Eliminatórias possam ser diferentes em relação ao que está habituado, conseguir pontos totais nesta tarde é de extrema importância para se manter vivo, ainda permitindo que, mesmo de forma longínqua, o sonho ainda exista.

A equipe conseguiu sua primeira vitória nesta competição justamente na última rodada ao bater em casa o rival mais acessível do grupo, em teoria – Gibraltar por 3×1. EM um amistoso em seguida, novamente em seu lar, Chipre mostrou mais confiança, batendo Cazaquistão novamente pelo placar de 3×1, ganhando impulso para acreditar ainda mais em fazer a sua parte, novamente em seu lar, nesta tarde. Apostar na força ofensiva recente, confiar no embalo vindo das arquibancadas, seguir o ritmo das últimas apresentações, é o mínimo que Chipre espera impor em prática para triunfar.

O técnico Pambos Christodoulou terá a mesma base das últimas partidas a disposição.

Forma Estônia

Para a Estônia, apesar de ter a mesma pontuação do rival a se enfrentar na tabela de classificação, as coisas parecem ser bem mais difíceis no momento atual. Ok, em amistosos, a Estônia emplacou duas partidas sem perder – contra adversários inexpressivos -, mas em jogos oficiais, a última lembrança que se tem é um massacre sofrido diante da Bélgica por 8×1 como visitante.

Quando atua diante a sua torcida, de fato, a Estônia até consegue fazer atuações mais equilibradas, mas suas piores atuações, para deixar dúvidas para hoje, aconteceram longe de casa – além da goleada para a Bélgica, a equipe foi massacrada pela Bósnia por 5×0. O rival de hoje, em teoria, não assusta, mas de fato, ter uma postura mais resistente e confiança, acreditando que os amistosos recentes possam ter lhe dado alguma confiança, é o mínimo que precisa fazer para ter alguma chance de reagir aqui.

O técnico Magnus Pehrsson também contará com o que tem de melhor.

Nossa Dica

É um jogo de iguais, né? A Estônia, contra si, tem o fato de ter atuado em um nível ainda mais abaixo de sua base nos duelos longe de casa. Chipre, ao seu modo, parece estar em evolução e mais confiante jogando em seu lar, com resultados a lhe impulsionar, poderá vir a conseguir, ao menos, lutar para conseguir pontuar, embalado pela competitividade recente, explorando as decepções defensivas do rival.